Vinnie Paul, ex-baterista do Pantera, morre aos 54 anos

Vinnie Paul, baterista e membro fundador do Pantera, foi encontrado morto aos 54 anos em Las Vegas, no estado americano de Nevada. A causa da morte ainda não é conhecida.

Paul fundou o Pantera em 1981 com seu irmão, Dimebag Darrell, o vocalista Donnie Hart, Tony Glaze, originalmente guitarrista mas que assumiu os vocais em 1982, e o baixista Tommy D. Bradford, que logo foi substituído por Rex Brown. Originalmente, o Pantera era uma banda de glam metal, mas logo migrou para um estilo mais pesado e sombrio, o que levou a entrada do vocalista Phil Anselmo em 1986.

O Pantera seguiu fazendo sucesso, inclusive recebendo discos de platina por “Cowboys From Hell” de 1990, “Vulgar Display of Power” de 1992 e “Far Beyond Driven” de 1994, este, inclusive, chegou ao primeiro lugar da Billboard. Os dois álbuns seguintes, “The Greatest Southern Trendkill” e “Reinventing the Steel” de 1995 e 2000, respectivamente, chegara ao Top 5.

Seguindo o fim do Pantera em 2003, Vinnie e seu irmão Dimebag formaram o Damageplan. Seu único álbum, “New Found Power” teve participações especiais de Zakk Wylde, Jerry Cantrell e Corey Taylor, do Splipknot. Darrel foi morto em 2004 durante um show por um fã.

Vinnie Paul seguiu tocando com a banda Hellyeah, com o vocalista do Mudvayne, Chad Gray, e Tom Maxwell, guitarrista do Nothingface. A banda lançou cinco álbuns e estava trabalhando desde novembro em seu sexto álbum.



Designer, sociólogo de boteco, baixista de fim de semana, DJ ocasional, leitor ávido de Wikipédia e escritor de romances de gaveta. Manézinho de nascimento, criado em Porto Alegre e atualmente mora em São Paulo. Como todo bom crítico, já tocou em várias bandas que não deram em nada.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.