Uma Fina Camada de Gelo – O Rock Autoral e a Alma Arredia de Curitiba – Eduardo Mercer

Existem cidades onde a cena cultural é tão muti facetada que para explicar toda ela, desde seu início seriam preciso no mínimo umas dez enciclopédias Barsas para condensar tudo. A cena de Curitiba é exatamente isso. No ano passado o advogado, músico, escritor e poeta, Eduardo Mercer, lançou a obra…

Independente

Independente - 10

10

Uma obra maiúscula!

User Rating: Be the first one !
10

Existem cidades onde a cena cultural é tão muti facetada que para explicar toda ela, desde seu início seriam preciso no mínimo umas dez enciclopédias Barsas para condensar tudo. A cena de Curitiba é exatamente isso.

No ano passado o advogado, músico, escritor e poeta, Eduardo Mercer, lançou a obra “Uma Fina Camada de Gelo” um calhamaço de 557 páginas sobre o rock autoral curitibano e como o subtitulo entrega sobre a alma arredia de Curitiba.

Numa pesquisa beirando o sensacional a obra passeia por décadas dentro da música curitibana.

Historias hilárias, tristes, bandas, poetas, loucos, bêbados, escritores e malditos, quase todos estão lá.

Com 557 páginas não foi possível chegar até os dias atuais, mas para entender a música da capital paranaense é de fundamental importância, ler e compreender a obra como um recorte musical, cultural e social daqueles que fizeram parte de todo o cenário.

Eduardo entrevistou personagens importantes do cenário o qual fez parte (com as bandas O Grande Problema, Alley Blues e Graoara), como Fabio Elias (Relespública), Abonico Smith (jornalista, editor e fomentador da cena), músicos da Skuba, Djambi e muitos outros personagens.

Mas, se engana que a obra aborda apenas a música. Em Curitiba é impossível passar pela música autoral sem citar Leminski e outros poetas.

O livro aborda ainda festivais, o surgimento da cena punk, psichobilly, metal e claro, o rock que começou lá atrás e até hoje faz parte de centenas de músicos de bandas independentes em Curitiba.

Ao abordar o recorte e evolução de bandas dos anos 80/90 até os dias atuais (das bandas citadas), o autor conseguiu fazer com que sua obra ficasse mais consistente, pois, caso avançasse sobre as atuais bandas, a obra ficaria diluída e não teria a tamanha importância que tem.

Com pouco mais de 1 ano de lançamento, Uma Fina Camada de Gelo, é sem dúvida alguma, um divisor de águas dentro da literatura sobre música no Brasil ao lado de Gauleses Irredutíveis (obra sobre a música do Rio Grande do Sul).

Que venham mais obras assim!



Passou dos 30 e poucos anos faz tempo, resenhista (aka crítico musical), editor e amante das boas coisas da vida: música, cinema, literatura, teatro e o que mais envolver artes! Já escreveu para jornais, revista, sites e hoje batalha nesse humilde espaço. Poeta nas horas vagas, já percorreu o Brasil, mas hoje vive em São José, bem ao lado de Florianópolis.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.