Tiê no Lollapalooza Brasil 2018

Chegamos cedo, minha esposa e eu, para assistir ao show da Tiê no Palco Axe. Minha esposa é fã confessa da cantora e foi até perto do palco para bater fotos e vê-la mais de perto. Eu aproveitei a excelente disposição do palco para assistir ao show sentado, sofrendo um pouco com o sol fortíssimo que batia na tarde de domingo. Por ser um show no início da tarde, não havia uma grande concentração de pessoas, mas muitos se aglomeravam perto do palco.

Tiê entrou no palco com uma grande banda de apoio, que contava com, entre muitos, duas cantoras escolhidas em um concurso pela Internet especialmente para acompanhá-la neste show e André Whoong, arranjador e parceiro de longa data da cantora. Com pouco menos de uma hora de duração, foi um show bonito e com bastante energia. Eram músicas felizes, tocadas por pessoas felizes que estavam muito felizes em estar lá, sendo ouvidas por pessoas que estavam felizes em ouví-las. A própria cantora reconheceu que se sentia honrada em ir ao Lollapalooza pela primeira vez como atração do evento e não apenas como espectadora como havia feito em outros anos.

Para tocar “Amuleto”, Tiê desceu entre o público para encontrar um “João” para cantar a música para ele. Depois de algum tempo procurando e, inclusive, ser enganada por um falso João, ela encontrou um rapaz chamado João, confirmado pelo RG, que subiu ao palco com ela e ouviu a música às lágrimas. Foi um momento fofo, como muito do show. As falhas técnicas que permearam alguns dos shows da tarde se fizeram presentes quando o violão da cantora não funcionou e, depois de alguma insistência, a cantora decidiu cantar a música à capela, sendo acompanhada por André Whoong na guitarra.

A exceção deste pequeno pormenor, o show foi excelente. Cercada de músicos incríveis que coroavam uma das melhores vozes da música atual, o show de Tiê foi exatamente o que se espera para um show em um festival à tarde. Leve, agradável, e com aquela dose de energia para manter a nossa disposição para aguentar o sol e mais algumas muitas horas de festival. O David Byrne e o Eddie Vedder que me desculpem. Amo vocês, senhores, mas a pessoa mais querida do Lollapalooza Brasil 2018 é sem dúvidas a Tiê.



Designer, sociólogo de boteco, baixista de fim de semana, DJ ocasional, leitor ávido de Wikipédia e escritor de romances de gaveta. Manézinho de nascimento, criado em Porto Alegre e atualmente mora em São Paulo. Como todo bom crítico, já tocou em várias bandas que não deram em nada.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.