Sivuca – Sivuca e Quinteto Uirapuru

Para início de conversa, me sinto honrada em poder resenhar um trabalho do grande mestre Sivuca, este que desde seus 9 anos teve como grande companheiro de vida o acordeon. Músico de renome internacional, repleto de clássicos como “Feira de Mangaio”, “Adeus, Maria Fulô” e “João e Maria”, era completo:…

Kuarup Music

Kuarup Music - 8.9

8.9

Sivuca, o Mestre em um belo encontro com o Quinteto Uirapuru. Música para quem gosta de música.

User Rating: Be the first one !
9

Para início de conversa, me sinto honrada em poder resenhar um trabalho do grande mestre Sivuca, este que desde seus 9 anos teve como grande companheiro de vida o acordeon.

Músico de renome internacional, repleto de clássicos como “Feira de Mangaio”, “Adeus, Maria Fulô” e “João e Maria”, era completo: compunha, interpretava, arranjava e era multi-instrumentista.Sua maior parceria nas composições era também sua esposa, Glória Gadelha.

Neste álbum, deu espaço para o jovem Quinteto Uirapuru brilhar com suas cordas cheias de versatilidade e talento. A bela capa do álbum é a pintura “Acordeon para Quinteto”, assinada por Chris Caldas; no seu encarte simples, uma bela crítica de Ricardo Anísio nos convida ao deleite desta obra primorosa.

“Choro de cordel” abre o álbum com elegância numa belíssima melodia inspirada na música clássica. É possível perceber todas as cinco cordas (1º e 2ºviolino, viola, cello e contrabaixo) com nitidez, uma salva de palmas para a mixagem. A música, como seu título já confessa, é um choro, mas a surpresa da mudança de estilo para o baião dá um toque de maestria pra faixa. Em seguida,“Em nome do amor” traz um tom de gravidade, mas com uma melodia de encher os olhos. Parece tema de trilha sonora onde dois temas intercalam sentimentos distintos. “Sanhauá” é um baião cheio de graça que traz leveza para o álbum.

Composição do violinista do quinteto, Rucker Bezerra, “Luz” é uma faixa solene onde violino e cello brilham, sua melodia e arranjo são tão fortes que permitem o ouvinte divagar sobre a luz da qual o autor se refere.

Para os amantes de valsa, “Filhos de Iva” é um capricho de delicadeza.“Chibanca no Uirapuru”,composição do contrabaixista do quinteto,Hercílio Antunes,vem com um forró dissonante,recheado de brincadeiras entre os músicos, com um arranjo explorando os variados sons das cordas. Depois, um tango nordestino invade os ouvidos com louvor; “Canção Piazzollada” é riqueza: de harmonia, arranjo, sentimento. Temos também momentos de beleza e inspiração com “Minha Luiza”, de Bezerra, e “Aquariana”. Por fim, “Um tom para Jobim” é a mistura fina entre harmonia de bossa nova e melodia de baião, com destaque para o solo genial de Sivuca a là Jobim.

Depois, “Espreguiçando” vem com seu título perfeito para a trilha sonora de quem começa o dia de manhã cedo, no melhor estilo erudito contemporâneo.Finalizando com chave de ouro, o clássico supremo “Feira de Mangaio”. Onde só dá para ouvir e dançar. Álbum classudo que mostra a perfeita sincronia entre erudito e popular. Não sei onde começa um e termina o outro.

Obra excepcional!



Criada por família musical e artística, vive nutrindo sua essência com arte. Desde os 7 anos, é inspirada por Beatles, Disney e The Sound of Music. Listomaníaca, sonhadora e fascinada por organização, decoração e estilo;acredita que um bom papo com companhias queridas e culinária italiana à mesa é uma boa receita pra alegria plena. Manezinha apaixonada pelo frio, atualmente mora em Curitiba.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.