Pain of Salvation – Remedy Lane Revisited

No mundo do metal ou rock melódico, ou melhor dizendo, rock progressivo sueco, existem muitas bandas, poucas com tanta historia para contar quanto o Pain of Salvation. Formada em 1991 e liderada por Daniel Gildenlow já gravou cerca de 10 álbuns de estúdio. Já teve tantas formações entre idas e…

Remedy Lane Revisited - Hellion Records

Remedy Lane Revisited - Hellion Records - 7.9

7.9

Uma boa mexida nos velhos arquivos e o que era antigo se transforma!

User Rating: Be the first one !
8

No mundo do metal ou rock melódico, ou melhor dizendo, rock progressivo sueco, existem muitas bandas, poucas com tanta historia para contar quanto o Pain of Salvation.

Formada em 1991 e liderada por Daniel Gildenlow já gravou cerca de 10 álbuns de estúdio. Já teve tantas formações entre idas e vindas de seus músicos que só essa parte daria um pequeno livro.

Mas vamos tentar explicar “Remedy” o disco lançado em 2002 é um dos preferidos dos fãs da banda. Após muitos anos sem ter material novo para tocar a banda fez o que? Tocou “Remedy” de cabo a rabo!

Não demorou muito e a banda percebeu que tinha uma bela saída para não apenas levar a cabo por mais tempo. Porque não remixar “Remedy Lane” inteiro como também lançar o mesmo álbum em um formato ao vivo? E porque não, juntar os 2 em um belíssimo pacote em edição luxuosa e lançar como um material novo?

E foi o que fizeram em 2016. O álbum de 2002 ganhou uma sobrevida!

Não sou muito apreciador de rock progressivo, ainda mais sueco. Mas ao ver o poder das 13 faixas da versão original e poder escutar as mesmas ao vivo, é poder ouvir e ver o poder da música.

O Pain of Salvation tem um time de músicos de respeito e tocam como suas vidas dependessem disso.

O vocalista Daniel é um músico daqueles fora de série. Consegue construir melodias e elaborar músicas simples com outras mais intrincadas.

Se a resenha soa desrespeitosa em relação ao relançamento a intenção não foi essa. A ideia foi muito boa. O disco original é uma ótima introdução ao rock sueco e poder ver uma obra dissecada e ressuscitada dessa maneira é simplesmente genial!

Vida longa aos suecos!

 



Passou dos 30 e poucos anos faz tempo, resenhista (aka crítico musical), editor e amante das boas coisas da vida: música, cinema, literatura, teatro e o que mais envolver artes! Já escreveu para jornais, revista, sites e hoje batalha nesse humilde espaço. Poeta nas horas vagas, já percorreu o Brasil, mas hoje vive em São José, bem ao lado de Florianópolis.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.