New Order – Music Complete

Music Complete – Voice Music

Music Complete – Voice Music - 9.1

9.1

Tanto faz se esse álbum saiu em 2015. Ele continua sendo uma bela obra dentro da discografia do New Order!

User Rating: Be the first one !

Independente de há 11 anos um dos fundadores de uma das bandas mais influentes de sua geração não estar produzindo e nem se apresentando junto com os membros do New Order, “Music Complete” é um dos álbuns mais interessantes e acessíveis gravado por grandes figuras da música mundial. Mesmo sendo de 2015, o New Order continua uma banda das mais interessantes da leva de 1980 para cá.

Dito ou escrito isso, podemos dizer que poucas bandas (artistas) envelhecem com dignidade. A grande maioria envelhece com os olhos na nuca. Olham para trás como se estivessem buscando alguma inspiração e pudesse voltar aos tempos de glória, cabelos cheios e tenacidade.

Como disse um músico há algum tempo atrás:” _ antes as conversas eram sobre quem ficou com quem ou o quanto bebemos. Hoje é sobre a quantidade de vezes que vamos ao banheiro e como se deu toda a coisa”.

“Music Complete” olha com uma dignidade absurda e reverencia o passado de glórias do N.O..

Como um quinteto, o grupo soube extrair de cada músico o melhor para apresentar um álbum que qualquer músico compraria. Não apenas a versão em CD mas em VINIL.

Òbivo que o sintetizador, a batida cadenciada e as músicas feitas sob medida para dançar estão todas em “Music..” mas é interessante notar a duração nada econômica das faixas. Nenhuma tem menos que quatro minutos. Isso atrapalha?

Depende. Se a atual geração millenial não consegue apreciar uma música como “Singularity” e sua verve de British rock e ao mesmo tempo com aquela pegada eletrônica, eles não conseguem entender de música.

“Plastic” é outra pedrada. Uma viagem pelo melhor do que a banda construiu até aqui. Não é ser repetitivo, é poder entender que uma banda dificilmente vai deixar para trás o melhor que já fez. Porém pode atualizar essa roupagem como no caso da canção.

“Tutti Frutti” vai mais além e traz de volta os efeitos oitentistas e alguns até mesmo bregas, como pequenas inserções eletrônicas que parecem ter saído de alguns filmes. “People on The High Line” é uma daquelas canções ideais para se levantar da cama e começar aquela segunda feira com 100% de energia.

Outra faixa que merece bastante atenção é “Stray Dog” com a participação de Iggy Pop nos vocais (aqui ele apenas narra a letra com um grave quase macabro). O encontro de Iggy e o New Order remete a época do Joy Division, quando o finado grupo tocou com a Iguana em 1977 e seguiu com outra participação de Iggy e New Order em um show de 2014 em 2014. Aqui pelo que parece o ciclo ficou completo e na medida!

No geral, as 11 faixas de “Music..” são um verdadeiro legado a obra da banda. E não interessa se não vier outra “Blue Monday” pela frente. Olhando para trás, e seguindo em frente o décimo álbum de estúdio do New Order faz jus a obra da banda, com ou sem músicos fundadores junto do quinteto!

 



Passou dos 30 e poucos anos faz tempo, resenhista (aka crítico musical), editor e amante das boas coisas da vida: música, cinema, literatura, teatro e o que mais envolver artes! Já escreveu para jornais, revista, sites e hoje batalha nesse humilde espaço. Poeta nas horas vagas, já percorreu o Brasil, mas hoje vive em São José, bem ao lado de Florianópolis.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.