Escambau – Eléctrico (EP)

Eléctrico - Independente

Eléctrico - Independente - 10

10

Uma banda com 3 faixas em espanhol consegue fazer mais que metade das bandas do mainstream no Brasil. Não é preciso escrever mais nada...

User Rating: Be the first one !

Muito se fala que o rock brasileiro, a música produzida no Brasil como um todo, não se comunica com os países vizinhos de uma maneira mais objetiva e nem ao menos tenta fazer uma ponte com os hermanos.

São poucas as bandas que realmente saem da sua zona de conforto e ao menos partem para plantar uma semente em solo argentino, uruguaio ou paraguaio.

O inverso sempre ocorre e todos os anos.

Seria língua uma barreira intransponível? Se fosse não haveriam tantas bandas oriundas de países tão diversos passando todos os anos pelo Brasil.

Florianópolis, uma das bases dessa plataforma já presenciou inúmeras bandas e artistas subindo nos palcos da cidade. Bandas do: México, Uruguai, Argentina, Colômbia e por aí vai.

Mas o que aconteceria se uma banda com bastante propriedade gravasse canções em espanhol com a pegada do rock latino e se apropriasse da sonoridade de bandas hermanas de tal maneira que ao escutar, achássemos que realmente é uma banda argentina (uruguaia?) que estivesse tocando?

De pronto o ouvinte mais atendo iria se perguntar: _ não era aquele cantor daquele quinteto de Curitiba cantando em espanhol no clip?

Sim. Era o cantor com a sua banda, mas acima de qualquer comparação, uma banda que possui uma artista latina em sua frente, tem muito mais a oferecer e enaltecer a música portenha do que qualquer outra banda brasileira. Com Maria Paraguaya na formação (não a toa ela mesma oriunda advinha de que país?), a Escambau demorou para gravar um trabalho inteiramente em espanhol.

A Escambau que em sua última formação com o baterista Ivan Rodrigues (que deixou a banda no último mês de junho) lançou há alguns meses atrás “Eléctrico”, um libelo de 3 faixas cantadas todas em espanhol.

E querem saber? Uma verdadeira aula de desconstrução de uma identidade dentro da música independente para se transmutar em outra banda.

O EP com apenas três faixas é uma aula de síntese e atitude de um gênero que não tem significado muito nos últimos anos, ao menos no Brasil.

Com “Broma” “Electrico” e “Duro em mi Coche” a banda fez o que em décadas poucas bandas fizeram no Brasil, vestir a camisa do vizinho hermano e se sentir como um estrangeiro.

Não apenas sentir-se como um hermano argentino (ou paraguaio). Mas pensar como eles pensam em matéria de rock. De como Buenos Aires, por exemplo, têm mais livrarias que muitos estados no Brasil, mais rádios de rock e bandas que não se contentam com o underground à elas relegadas.

De saber quem são: Rata Blanca, Soda Estereo, Intoxicados, Spinetta, Fito Paez…

Por essas e outras que esse quinteto é uma das maiores bandas brasileiras dos últimos anos.

E em mais um novo trabalho, talvez a Escambau seja a essência da verdadeira música e do que é ser artista. Nunca se contentar com pouco e arriscar-se sempre!



Passou dos 30 e poucos anos faz tempo, resenhista (aka crítico musical), editor e amante das boas coisas da vida: música, cinema, literatura, teatro e o que mais envolver artes! Já escreveu para jornais, revista, sites e hoje batalha nesse humilde espaço. Poeta nas horas vagas, já percorreu o Brasil, mas hoje vive em São José, bem ao lado de Florianópolis.


Underfloripa (2007-2019) Todos os Direitos Reservados. Site em Wordpress mantido por Sierra November. Feito com amor em Floripa e São Paulo.